Variando o arroz

Agora que você já tá craque em fazer arroz básico, que tal passar de fase e dar uma incrementada nele?

Temperos

Existem vários temperos e especiarias que podem dar um toque especial no seu arroz:

Curry – acrescente uma colherinha de curry em pó na água, quando estiver começando a cozinhar; o arroz vai ficar amarelo e com um sabor levemente picante!

Caldo de galinha – esfarele um cubinho de caldo de galinha na água do arroz, também quando estiver começando a cozinhar. Esse arroz também fica amarelinho, mas com um gostinho diferente. Tente também com outros sabores de caldo, como de legumes, carne, etc… atualmente existe uma variedade imensa desses cubinhos, inclusive alguns específicos para fazer o arroz básico branquinho!

Cheiro verde – acrescente salsinha e cebolinha picadas depois que o arroz estiver cozido.

Açafrão – fica muito bom para acompanhar peixes e frutos do mar. Coloque uma colherinha de açafrão quando o arroz estiver sendo cozido.

Cardamomo – você já ouviu falar nessa especiaria? São umas sementinhas nativas da Índia, muito utilizado em pratos indianos e árabes. Tem um aroma indescritível, e pode ser utilizado em doces, salgados e até em chás e cafés. Você pode encontrar em mercados públicos e lojas de especiarias. Eu testei no arroz, e ficou com um gostinho mais exótico, e um aroma muito bom! Só não pode ser colocado demais pois o sabor fica muito forte.

Incrementos

Existem várias receitas além do bolinho para “reciclar” o arroz. Se sobrou arroz do almoço de ontem e você quer dar um “tchananan” nele ao invés de simplesmente esquentar no microondas, experimente um desses truques:

Arroz com seleta de legumes

Arroz com seleta de legumes – derreta um pouco de margarina numa panela, coloque 1 lata de seleta de legumes*, as sobras de arroz e um pouco de cheiro verde. Se quiser, coloque tudo em um refratário, cubra com fatias de queijo e leve ao forno por uns minutinhos, para gratinar.
* se você não conhece, a seleta são pedacinhos de legumes cozidos (cenoura, batata, ervilha) em lata e fica no mesmo corredor do milho e da ervilha enlatadas.

Arroz com bacon – yes! bacon! we love bacon! Pique o bacon em pedacinhos pequenos, frite (não precisa de óleo pois o bacon já solta gordura) e coloque o arroz pronto, deixando no fogo até esquentar, sem deixar queimar o fundo.

Arroz com presunto e queijo – pique esses dois ingredientes em cubinhos pequenos, junte ao arroz já cozido e coloque um pouco de cheiro verde picado. Pra esquentar, use o microondas.

Tipos de arroz

Que tal variar também no tipo de arroz? Os mais comuns que a gente vê nas mesas são o agulha (branco), o parboilizado (amarelo) e o integral. Conheça quais as diferenças entre eles:

Agulha – é o arroz branco polido, cuja casca é retirada no beneficiamento e por isso é mais pobre em nutrientes. Dos três tipos, é o mais rápido para cozinhar.

Arroz parboilizado, o "amarelo": tem mais nutrientes que o básico arroz branco.

Parboilizado – é o arroz amarelo, que geralmente fica mais soltinho que o branco. O tratamento dele é por água fervente e assim seus nutrientes passam da casca para o grão, sendo mais “vitaminado” do que o agulha. Demora um pouco mais pra cozinhar, então eu uso mais água do que costumo colocar no branco.

Integral – é o arroz indicado pelos nutricionistas, pois mantém suas características nutritivas, já que não passa pelo refinamento feito nos outros tipos, e é rico em fibras. Esse demora bastante pra cozinhar, às vezes leva o dobro do tempo do arroz branco. Eu deixo até os grãos de arroz começarem a abrir (parecem pipocas), aí estão bem macios!

Além desses três mais comuns, existe uma infinidade de outros tipos de arroz, como o cateto, o arbóreo (para risoto), o japonês (pra sushi), arroz selvagem, carnaroli etc.

Você tem alguma dica saborosa pra compartilhar com a gente?
Fique à vontade e comente! 🙂

Ju Plens

26 anos, publicitária. Nasceu em Sorocaba/SP, mudou mais de 18 vezes de casa, bairro, cidade e estado durante toda a vida, e em 2000 foi parar em Blumenau/SC com a família. Desde os 3 anos sonhava em morar sozinha e ter seu próprio canto, até que um dia seus pais e irmãs decidiram voltar à cidade natal. Atualmente mora com o namorido, trabalha em agência de propaganda e como freelancer nas horas vagas. Quando sobra tempo, tem como hobby experimentar receitas novas na cozinha e é viciada em seriados de TV.

2 comentários em “Variando o arroz

  • 21 de agosto de 2013 a 22:58
    Permalink

    no caso do arroz, gostaria de saber se as receitas sugeridas podem ser feiras na arrozeira elétrica e queria saber se o curry é restritivo a quem tem problemas no estômago como eu tenho, no caso do feijão queria saber se precisa deixar de molho na água antes de cozinhar e como fazer para que ele fique clarinho depois da primeira cozinhada.

    Responder
  • 21 de agosto de 2013 a 23:03
    Permalink

    a respeito de arroz gostaria de saber o curry é restritivo a quem tem gastrite e outros e que produto é esse, quanto ao feijão o que fazer para o mesmo ficar clarinho e caldo consistente ao mesmo tempo

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *